São Paulo – O grupo canadense Brascan suspendeu, temporariamente, os investimentos que planejava fazer na zona rural nos próximos meses. Segundo o engenheiro agrônomo Renato Cavalini, vice-presidente da Brascan Brasil, os acionistas não se sentem seguros diante das invasões de terras produtivas que estão ocorrendo em diferentes partes do País. Ainda, de acordo com suas informações, os canadenses planejavam investir US$ 25 milhões a curto prazo na expansão de suas atividades agropecuárias e outros US$ 25 milhões a médio prazo. “Existem recursos prontos para desembarcar aqui, destinados à aquisição de terras, investimentos tecnológicos, contratação de pessoal”, diz Cavalini. “Mas estão suspensos no momento.”