A Justiça de Guarulhos condenou 20 pessoas denunciadas pelo Ministério Público (MP) por integrarem a “Máfia dos Caça-Níqueis” no município. A maior parte delas havia sido presa em setembro do ano passado, durante uma operação realizada pelos promotores que combatem o crime organizado, após investigações feitas com o apoio da Polícia Rodoviária Federal e da Corregedoria-Geral da Polícia Civil. Dos 20 condenados, 11 são policiais.

A organização criminosa que praticava crimes contra a administração pública foi denunciada por corrupção, violação de sigilo funcional, prevaricação, fraude processual, concussão e por crime contra a economia popular. A decisão é do dia 30 de setembro, mas só foi divulgada hoje.

De acordo com a denúncia, os policiais recebiam propina para não combater a exploração de caça-níqueis em Guarulhos. Além de prevaricarem na função, eles ainda frustravam o combate àquela modalidade de jogo de azar, avisando os donos das máquinas com antecedência sobre datas e locais onde outros policiais realizaram operações.