Boletim divulgado pela Empresa Brasileira de Infra-estrutura Aeroportuária (Infraero) informa que 72 vôos apresentaram atrasos superiores a uma hora (14,4%), dos 500 vôos programados até as 9 horas nos aeroportos do País. Outros 25 vôos foram cancelados, o que corresponde a 5% do total.

A situação mais complicada era verificada no Aeroporto Juscelino Kubitschek, em Brasília, onde 37,5% dos vôos apresentavam atrasos. Em Porto Alegre, 28,6% dos vôos tinham problemas com o horário, enquanto em Fortaleza o porcentual de atrasos chegava a 26,3%.

No Galeão, no Rio de Janeiro, oito vôos, dos 39 programados saíam foram do horário, o equivalente a 20,5% do total. No Santos Dumont, também no Rio, o movimento era tranqüilo, mesmo com as restrições por conta de chuva nesta manhã.

Em São Paulo, os terminais de Congonhas e Cumbica apresentavam atrasos e cancelamentos. Em Congonhas, o porcentual de vôos saindo fora do horário chegavam a 11,9%, enquanto em Cumbica 8 5% dos vôos tinham problemas. Com relação a cancelamentos, Congonhas apresentava cinco vôos cancelados, e Cumbica apenas um.

Em Curitiba, 20,8% dos vôos registravam atrasos, em Salvador o porcentual era de 25%, e em Belém 16,7% das decolagens apresentavam problemas com horário.