Brasília – Cerca de 50 índios Terena se postaram em frente ao Palácio do Planalto reivindicando uma audiência com algum representante do governo para tratar da questão das terras indígenas, no Mato Grosso do Sul. Eles reclamavam que 17.200 hectares localizados na região, já considerados indígenas, estão ocupados por fazendeiros. Hoje, segundo o cacique Daniel Campos Filho, os cinco mil índios das nove tribos ocupam 2.090 hectares, considerados insuficientes. O cacique reclama que até hoje as terras indígenas da região não foram demarcadas e que para chegar às aldeias os índios têm que passar por fazendas ocupadas por brancos. As terras ficam próximas às cidades de Sidrolândia e Dois irmãos do Buriti.