Integrantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), Movimento dos Trabalhadores Desempregados (MTD) e Movimento de Apoio aos Trabalhadores Rurais (MATR) ocupam, desde quarta (31), a garagem da sede do Instituto de Colonização e Reforma Agrária (Incra) em Brasília.  Eles pedem o assentamento de 1.800 famílias e assistência técnica para os agricultores assentados no Distrito Federal.

O Incra do Distrito Federal está negociando um acordo com os movimentos para a desocupação da sede. O  militante do MST Ronaldo Fabiano disse ontem que a ocupação é uma forma de pressionar o instituto para que ele assente as famílias.

De acordo com a assessoria de imprensa do Incra, o MST pede o assentamento das 1.800 famílias desde abril deste ano.