enkontra.com
Fechar busca

Brasil

Séculos de história!

Incêndio no Museu Nacional foi controlado apenas no meio da madrugada

  • Por Redação - Com informações da Agência Brasil

O incêndio no Museu Nacional do Rio de Janeiro, situado na Quinta da Boa Vista, na capital fluminense, foi controlado apenas por volta das 3h da manhã desta segunda-feira (3). Porém, os bombeiros continuam no local fazendo o trabalho de rescaldo e de combate a outros focos de fogo. As informações são do Corpo de Bombeiros do Rio de Janeiro.

Até o momento, não há registros de focos de incêndio na mata que cerca o museu, localizado em um parque nacional.

O Corpo de Bombeiros informou que a partir das primeiras horas desta manhã homens de 13 quartéis e 24 viaturas estavam no local. Integrantes da Polícia Federal, Polícia Militar e da Guarda Municipal, além de profissionais de saúde, também foram chamados para colaborar com os trabalhos.

Vários diretores, funcionários e pesquisadores do Museu Nacional passaram a noite no local acompanhando os trabalhos e tentando colaborar. Havia preocupação com as dificuldades em controlar as chamas, a ausência de água e o risco de desabamento.

Oficialmente, o Corpo de Bombeiros informou que não há ainda dados sobre as causas do incêndio. Ontem (2), funcionários do museu relataram problemas na obtenção de água, pois dois hidrantes não funcionaram no momento em que os bombeiros estavam no local.

Como o museu está em uma colina, no parque nacional, há uma série de limitações para o fornecimento de água. Os bombeiros confirmaram que o abastecimento de água foi feito por carros-pipa, cedidos pela companhia de água e esgoto do Rio de Janeiro.

incendio-museu-nacional

Acervo

O Museu Nacional do Rio reunia um acervo de mais de 20 milhões de itens dos mais variados temas, coleções de geologia, paleontologia, botânica, zoologia e arqueologia. No local, estava a maior coleção de múmias egípcias das Américas.

No local, também estava Luzia, o mais antigo fóssil humano encontrado nas Américas, que remete a 12 mil anos, e representa uma jovem de 20 a 24 anos. No museu, havia ainda o esqueleto do Maxakalisaurus topai, maior dinossauro encontrado no Brasil.

O museu é a mais antiga instituição histórica do país, pois foi fundado por dom João VI em 1818. É vinculado à Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), com perfil acadêmico e científico. Tem nota elevada nos institutos de pesquisa por reunir peças raras, como esqueletos de animais pré-históricos e múmias.

História

O local foi sede da primeira Assembleia Constituinte Republicana de 1889 a 1891, antes de ser destinado ao uso do museu, em 1892. O edifício é tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

O Museu Nacional do Rio oferece cursos de extensão e pós-graduação em várias áreas de conhecimento. Para esta semana, era esperado um debate sobre a independência do país. No próximo mês, estava previsto o IV Simpósio Brasileiro de Paleontoinvertebrados no local.

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do trio de ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!

Museu Nacional abrigava fóssil Luzia, esqueleto mais antigo das Américas

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

6 Comentários em "Incêndio no Museu Nacional foi controlado apenas no meio da madrugada"


Marcio JSL
Marcio JSL
11 meses 14 dias atrás

Dinheiro há, para pagar os funcionários da UFRJ, ou senão para investir no Queer museu, obras de apologia a promiscuidade sexual e desrespeito a religião alheia. Desperdício de dinheiro público 7×0 história brasileira.

Luizinho Taques
Luizinho Taques
11 meses 14 dias atrás

Gente como esse “Márcio” perde 2 minutos da vida pra espalhar ignorância e desinformação por aí. Esse tipo de comentário é tão sintomático quanto protiprio incendio.

O Museu nacional era vinculado ao ministério da educação e a Ufrj. O orçamento pra manutenção era menor que um salário de juiz.

Arauto D.
Arauto D.
11 meses 14 dias atrás

Rapaz, nada a ver uma coisa com a outra…

Lutador Antifascista
Lutador Antifascista
11 meses 14 dias atrás

Um prédio maravilhoso, uma coleção antiga e fantástica, estudos científicos, tudo perdido pela incompetência, pela negligência de políticos que viraram as costas para a nossa história e nossa ciência. Não tem como recuperar o que foi perdido, virou tudo cinzas, qual próximo museu vai pegar fogo?

Arauto D.
Arauto D.
11 meses 14 dias atrás

É o que dá deixar a UFRJ administrar…

Carioca e trabalho são duas palavras que não cabem na mesma frase

Carlos Galvao
Carlos Galvao
11 meses 14 dias atrás

O local foi construído pela vinda de D. João VI; local da assinatura do Decreto de Independência por D. Leopoldina em 02/09/1822 (exatos 196 anos); residência da Família Imperial e só fala da assembleia do golpe militar de 1889?

wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas