A polícia já identificou duas pessoas envolvidas na agressão, na sexta-feira, contra pai e filho em São João da Boa Vista, no interior paulista, segundo o delegado Fernando Zucarelli. Um dos acusados compareceu ontem à delegacia e foi liberado após prestar depoimento. O outro ainda não foi localizado.

Na última sexta-feira, pai e filho foram espancados quando andavam abraçados na Exposição Agropecuária Industrial e Comercial (Eapic), em São João da Boa Vista. Um grupo os abordou para perguntar se eram homossexuais. O pai, de 42 anos, tentou explicar que eles eram da mesma família, mas levou um soco. Ele teve parte da orelha decepada e o filho, de 18 anos, ficou ferido levemente.