Rio – Terminou sem compradores o leilão público de dois hotéis pertencentes ao ex-deputado Sérgio Naya, realizado ontem à tarde, no Fórum, por decisão da 4.ª Vara Empresarial. Naya é o único proprietário do hotel Saint Peter, avaliado em R$ 42,7 milhões, e de 75% do hotel Saint Paul, oferecidos por R$ 18,9 milhões. Ambos ficam em Brasília. Os outros 25% têm entre seus proprietários o senador Paulo Octávio (PFL-DF) e a Marinha e não estavam à venda.

Novo leilão acontecerá no dia 31. Nesse, os imóveis poderão ser comprados por até 60% do valor. O objetivo é obter R$ 49,6 milhões necessários para indenizar 86 famílias que moravam no edifício Palace 2. Construído pela empresa de Naya, o prédio desabou em 1998, matando oito pessoas. Caso o valor não seja alcançado, outros bens do ex-deputado poderão ser leiloados.

“Não ficamos frustrados. Estamos felizes por ter chegado até aqui”, afirmou Rauliete Barbosa Guedes, presidente da Associação de Vítimas do Palace 2. O advogado Nélio Andrade, um dos representantes de vítimas, afirmou que a ausência de compradores já era esperada, pois no segundo leilão o preço será menor. “É um mercado profissional. No primeiro leilão o investidor não aparece”, disse o advogado.

O leilão foi comandado pelo leiloeiro público Acir Joaquim da Costa. Inicialmente, ele tentou vender os dois hotéis juntos. Depois, separados. Por fim, ofereceu apartamentos isolados. Em nenhum dos casos houve lances.