Brasília – A senadora Heloísa Helena (sem partido-AL) agitou ontem o plenário do Senado ao chegar sem a inconfundível calça comprida. Equilibrando-se num salto fino – de quase dez centímetros – ela compôs o novo modelito com vestido de crepe de seda, recortado em preto e bege.

Heloísa não dispensou o tradicional rabo-de-cavalo para prender os cabelos, mas os joelhos ficaram à mostra, cobertos, discretamente por meias finas e claras. A elegância da senadora, que só anda de calça jeans, camisa branca e sapato de salto baixo desde que assumiu o mandato, há seis anos, chamou a atenção dos colegas, que foram reverenciá-la. “Você está um verdadeiro show”, brincou o senador Demóstenes Torres (PFL-GO). “Mas eu não vou me levantar”, respondeu a senadora, inibida. “Tudo no maior respeito, pois ela é muito brava”, completou Torres.

“Ela fica bonita assim, deveria usar mais vezes”, observou a senadora Ana Júlia (PT-PA) que, recentemente, mudou o corte dos cabelos.

Depois de tantos comentários, Heloísa não fez discursos, geralmente, ásperos contra o governo, limitando-se a dar apartes que, pelo regimento, o senador faz sentado. A todos, a senadora explicou que, como fora madrinha de casamento de uma amiga, não passou em casa para trocar a “farda” da cerimônia pela “farda” do plenário. A última aparição pública da senadora usando um vestido foi na posse do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Ela diz que não quer nem ver mais aquele vestido vermelho e só não o queimou porque foi feito pela madrinha.