O pré-candidato do PT à Prefeitura de São Paulo, Fernando Haddad, rebateu as afirmações do governador paulista, Geraldo Alckmin, que disse mais cedo que a paralisação dos metroviários teve caráter eleitoral. “Precisa dar nome às pessoas. Quando se faz uma acusação dessa natureza, é preciso nomear os responsáveis para que possa ser feita uma investigação”, disse, durante lançamento na noite desta quarta-feira do arquivo digital do jornal O Estado de S. Paulo, em cerimônia no Auditório Ibirapuera, na capital paulista.