O governador de Minas Gerais, Aécio Neves (PSDB), recebeu uma indicação de apoio das bancadas federal e estadual do PMDB mineiro a seu futuro projeto político e a suas demandas no Congresso e na Assembléia Legislativa. Ao mesmo tempo, em visita a Belo Horizonte, o ministro da Integração Nacional, Geddel Vieira Lima, um dos caciques do partido, disse que as portas do PMDB ?estarão sempre abertas? para ele.

Geddel e Aécio se reuniram no início da noite, no Palácio da Liberdade. O PMDB é considerado o ?Plano B? do governador para a disputa da eleição presidencial de 2010, embora ele não assuma essa possibilidade.

Antes do encontro, ao ser questionado sobre o assunto, Geddel disse que o PMDB teria ?muita alegria e orgulho de ter um quadro como Aécio Neves?. Afirmou que não faria a deselegância de convidá-lo a entrar na legenda, mas completou: ?Não farei o convite a Aécio porque ele sabe que as portas estarão sempre abertas.? O ministro salientou ainda que o nome do governador é ?justamente especulado para vôos futuros?.

Aécio rechaça qualquer possibilidade de deixar o PSDB caso seja preterido na eventual disputa com o governador de São Paulo, José Serra (PSDB), pela indicação do próximo candidato tucano à Presidência. Em Minas, porém, tem cortejado explicitamente o PMDB.