Rio (AE) – A Secretaria de Segurança do Rio de Janeiro informou ontem que apenas metade das tropas da Força Nacional de Segurança no Estado – 250 homens – seguiu para as divisas do Rio. A outra metade continuou aquartelada aguardando instruções.

A saída das tropas para as divisas ocorreu na manhã de ontem, porém, por questões de detalhes logísticos, partiu atrasada. De acordo com a secretaria, falta definir questões que assegurem a acomodação das tropas nos quatro municípios do interior que irão acolhê-las: Barra Mansa, Bom Jesus do Itabapoana, Miracema e Paraíba do Sul. Acordos com as prefeituras que viabilizem a hospedagem dos militares podem estar atrasando o início da operação apelidada de Divisa Integrada.

A secretaria lembrou que a Operação Divisa Integrada conta ainda com a participação de 450 policiais militares de batalhões do interior que se dividirão em três turnos de oito horas e se espalharão por 42 pontos móveis nas divisas do Estado com Minas Gerais, São Paulo e Espírito Santo. Esses 42 pontos compreendem uma área também coberta pelo 19 pontos a serem patrulhados pela Força Nacional.

A intenção é vistoriar automóveis, fazer blitze e checar informações obtidas pelo setor de inteligência da polícia.