A aposentada Maria Geraldina Siqueira da Silva morreu na quarta-feira em Ceres, Goiás, com suspeita de febre amarela. No dia 22 de dezembro do ano passado, a mulher, que residia em Mogi das Cruzes, na Grande São Paulo, viajou para Rialma, em Goiás, para visitar parentes. No período do Natal, Maria Geraldina passou mal e apresentou crises de diarréia e vômito. O rim inchou e parou de funcionar. A certidão de óbito atestou insuficiência renal hepática, contudo a ocorrência de possíveis casos de febre amarela na região de Goiás levantaram a suspeita sobre seu quadro. As análises do caso estão sendo realizadas pelo Laboratório Central do Distrito Federal, mas os resultados ainda não estão prontos.

A assessoria de imprensa da Prefeitura de Mogi das Cruzes informou hoje que ainda não recebeu nenhuma comunicação oficial sobre se a aposentada faleceu mesmo por febre amarela. A Vigilância Epidemiológica de Mogi das Cruzes comunicou o fato à Secretaria Estadual de Saúde para que esta acompanhe a ocorrência para passar as informações oficiais. O corpo da Maria Geraldina foi velado ontem em Suzano.