O faturamento das 92 maiores empresas de turismo no Brasil cresceu 14,8% no ano passado e deve aumentar 16,7% este ano sobre o total de R$ 34,1 bilhões contabilizados em 2007, segundo expectativa dos executivos entrevistados pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) em pesquisa encomendada pelo Ministério do Turismo.

A ministra do Turismo, Marta Suplicy, destacou o aumento de 23 5% no total de funcionários dessas empresas no ano passado. Para 2008, a previsão é de aumento médio de 8,5% na mão-de-obra, de acordo com a pesquisa divulgada nesta segunda-feira (17).

O coordenador do núcleo de turismo da FGV, Luiz Gustavo Barbosa, comentou que houve aumento do volume de turistas, inclusive porque os custos do setor baixaram, puxados por uma queda de preços de 10,2% no setor aéreo. Este ano, porém, existe expectativa de aumento médio de preços de 5,5% no setor de turismo, muito influenciada pelas empresas de transporte aéreo, que têm expectativas de alta de 15,3% em suas tarifas. Barbosa afirmou que a pesquisa foi realizada em janeiro e fevereiro, quando já estava em curso a atual crise de crédito nos mercados globais, particularmente nos EUA.