Os dois jovens atiradores que invadiram a Escola Estadual Raul Brasil, em Suzano, tinham sido alunos da instituição e isso pode ter facilitado a entrada deles no local pelo portão da frente, que estava aberto.

De acordo com informações da Secretaria da Segurança, um dos criminosos, o adolescente de 17 anos, estudou na escola até o ano passado e foi recebido pela coordenadora Marilena Ferreira Vieira Camargo.

Segundo a polícia, ela teria sido a primeira vítima da dupla.

Velório

O prefeito de Suzano, Rodrigo Ashiuchi, esteve na Escola Estadual Raul Brasil na tarde desta quarta e informou que deverá ocorrer um velório coletivo na Arena Suzano.

Ele lamentou a tragédia e destacou que a Guarda Municipal realiza rondas escolares, com o apoio da PM, mas o serviço não cobre todas as unidades.