O acordo entre Brasil e Líbano para combater a produção, o consumo e o tráfico de drogas, que incluiu o intercâmbio de informações dos serviços de inteligência da polícia e do Judiciário de ambos os países, entrou hoje em vigor. O pacto de cooperação, que havia sido definido em 2003 entre os dois governos, também prevê fiscalizar com mais rigor transações financeiras.

A definição e os princípios do acordo foram publicados nesta sexta-feira (14) no Diário Oficial da União (DOU). Um dos princípios gerais assegurados pelas partes é o de não intervir em questões internas. Representantes das nações terão o compromisso de realizar reuniões periódicas para avaliar o cumprimento das propostas e discutir possíveis operações. O valor repassado para atender os compromissos bilaterais será discutido de forma individual.

Também entrou em vigor nesta sexta, um acordo entre Brasil e Uruguai com vistas a coibir, de forma conjunta, o tráfego de aviões com cargas suspeitas. As informações são da Agência Brasil.