A III Reunião de Ministros da Educação, promovida pela Organização dos Estados Americanos (OEA), a se realizar nos dias 11 e 13 de agosto, na cidade do México, foi o tema da conversa entre o ministro da Educação, Cristovam Buarque, e a diretora da Unidade de Desenvolvimento Social e Educação da OEA, Sofialeticia Morales, hoje, 25.

O papel fundamental da reunião é buscar elementos que possam contribuir para a discussão internacional sobre a cooperação educacional na América Latina. “É a ocasião de refletir sobre os compromissos assumidos e tentar colocá-los em prática, por meio do trabalho técnico da Comissão Interamericana de Educação que será instalada”, acrescentou Morales.

A diretora lamentou a ausência do ministro no evento, já que Cristovam Buarque, na ocasião, estará acompanhando o presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, numa visita a diversos países africanos. Mas o Brasil não ficará sem representação; o MEC enviará um representante que fará parte da delegação brasileira. Sofialeticia frisou ainda o quanto essa representação é importante, pois vai representar os esforços educativos do Brasil no compromisso que o País assume em dois níveis: como coordenador de um projeto de educação secundária e certificação de competência de trabalhos; e como representante do Mercosul na Comissão Interamericana de Educação.

Um dos temas fundamentais da reunião será sobre os desafios para o financiamento da educação no hemisfério e, especificamente, em cada país. Morales disse que, graças a alguns modelos liberais, os ministros dos países do Mercosul estão em processo de criar um fundo de apoio para a cooperação educacional. “Espero que ele sirva de modelo para a criação de um mecanismo de apoio, no nível de todo o continente”.