São Paulo –

A polícia não sabe o motivo, mas tem certeza de que a empresária Emilie Daud Sarruf, de 44 anos, matou com um tiro na cabeça o marido, o comerciante Sérgio Afif Sarruf, 46, proprietário da rede de lojas Rei do Armarinho. O crime ocorreu às 23h de quarta-feira. Teria sido a terceira vez em que ela tentou assassinar o marido. De fato, Emilie é acusada por uma testemunha de pôr duas vezes veneno de rato no café de Sérgio. A primeira tentativa foi na sexta-feira – quando o comerciante foi internado em um hospital com intoxicação. A segunda precedeu em algumas horas o tiro.

O homicídio ocorreu no sobrado da família, no Planalto Paulista. Emilie nega o crime, mas a empregada e o vigia da rua desmentem o seu álibi de que ladrões entraram na casa e mataram o marido. Além disso, a polícia a surpreendeu procurando esconder uma sacola de papel, na qual estavam o revólver calibre 38 do marido – momentos antes, ela dissera aos policiais militares que os assaltantes haviam levado a arma -, luvas, calmantes e veneno para rato.

“Os indícios de autoria são veementes e, por isso, decidimos prendê-la em flagrante”, afirmou o delegado Guaracy Moreira Filho, titular do 16.º Distrito Policial.