Os dois homens que morreram no hangar da companhia aérea Avianca, no Jardim Aeroporto, zona sul de São Paulo, na manhã de hoje, eram genro e sogro. As vítimas, que tinham 50 e 26 anos, respectivamente, receberam uma descarga elétrica.

Os dois realizavam um serviço de manutenção no local, localizado na Rua dos Tamoios, quando um poste metálico – que era retirado do local – encostou em um fio de alta tensão. Quatro viaturas do Corpo de Bombeiros foram enviadas para socorrer as vítimas, mas os dois morreram no local.

Um terceiro funcionário tentou socorrer uma das vítimas e também recebeu uma descarga elétrica, mas com menor intensidade. Ele foi levado para o Hospital do Servidor Público Estadual e passa bem. Segundo a Secretaria de Segurança Pública (SSP), o local do acidente passou por perícia. Os corpos foram encaminhados ao Instituto Médico Legal (IML) e passarão por exame necroscópico. A ocorrência será registrada na Delegacia do Aeroporto de Congonhas.