O diretor executivo do Grupo AfroReggae, José Junior, acaba de chegar à Favela da Grota, no Complexo do Alemão, zona norte do Rio, para conversar com traficantes de droga que estão cercados há dois dias por forças policiais e militares. Ele não quis dar declarações à imprensa na hora que chegou, informando apenas que tinha que “resolver um assunto sério” antes de dar entrevista.

Júnior subiu acompanhado por cinco homens por uma das ruas transversais da Avenida Itararé, uma das principais do complexo. Neste momento, esse local é guardado por seis soldados do Exército e mais seis policiais militares do Batalhão de Choque, todos armados de fuzis. A dez metros do local está estacionado um tanque do Exército. Além disso, veículos blindados das forças armadas e o “caveirão” da PM passam pelo lugar o tempo todo.

O Grupo AfroReggae mantém trabalho sociais em diversas comunidades carentes do Rio de Janeiro, inclusive no Complexo do Alemão. Júnior tem excelente relação com o governador do Estado, Sérgio Cabral Filho (PMDB), e seu vice, Luiz Fernando Pezão.