O deputado Raul Jungmann (PPS-PE) entregou nesta quarta-feira (29) à Secretaria Geral do Congresso um requerimento para que o presidente da Casa senador Renan Calheiros (PMDB-AL), coloque em votação o veto do presidente Luiz Inácio Lula da Silva ao artigo 14 da Lei 11.182, que criou a Agência Nacional da Aviação Civil (Anac). O parágrafo primeiro do artigo permite a demissão do presidente da agência por "insuficiência de resultado". Jungmann ainda entregou um abaixo-assinado em que 265 deputados e 46 senadores reforçam o requerimento.

Segundo Jungmann, outro meio para afastar o atual presidente da agência, Milton Zuanazzi, seria um processo disciplinar, "o que é infindável". O deputado alega que a derrubada do veto de Lula é uma forma de restaurar o conceito da agência, sem fragilizá-la. "Se o veto for derrubado, a agência não será fragilizada. Caso contrário, vamos ficar num ‘roda-roda’ sem tamanho para conseguir colocar nomes ajustados ao cargo.

Segundo Jungmann, Zuanazzi, "além da total falta de resultados", teria participado da falsificação do documento que a ex-diretora da Anac Denise Abreu entregou à Justiça de São Paulo para reforçar pedido de liberação da pista do Aeroporto de Congonhas, na zona sul da capital paulista, em dias de chuva.