São Paulo – O deputado Cláudio Vignatti (PT-SC) pediu aos ministérios das Relações Exteriores e da Justiça para que sejam investigadas as ações da empresa Choice Point, contratada pelo governo dos Estados Unidos em território brasileiro. Segundo o petista, a empresa está levantando informações confidenciais de pessoas e empresas em nove países da América Latina. Para Vignatti, a ação é uma violação do direito à privacidade e um ataque à soberania nacional.

O deputado disse que a empresa, contratada pelo Departamento de Justiça dos Estados Unidos ao custo de US$ 3,5 milhões, está montando um banco de dados com informações sigilosas de cidadãos, como gastos com cartão de crédito, saques de dinheiro em caixas eletrônicos, históricos escolares, compras em supermercados, livros retirados em bibliotecas, listas de telefones discados, registros de pedágios e vídeos alugados. Segundo Cláudio Vignatti, informações sobre um empresário brasileiro valem US$ 100.