São Paulo – A Justiça de São Paulo decretou a prisão temporária por 30 dias do segurança Carlos Almir de Oliveira Souza, 25, suspeito de matar o estudante Guilherme Mendes de Almeida, 15, na noite de sexta-feira. Souza está foragido. A prisão foi decretada no final de semana pelo juiz de plantão José Luís de Carvalho. Almeida foi morto a tiros na Praça Vicentina de Carvalho, no Alto de Pinheiros (zona oeste). O estudante havia reclamado da velocidade na qual o vigilante circulava com o carro pela região. Souza atirou contra o adolescente por causa da reclamação e fugiu em seguida.