Brasília – Após uma crise de sucessivos espirros, o senador Antônio Carlos Magalhães deixou ontem a sala onde se realiza a sessão da Comissão de Constituição e Justiça aparentemente passando mal. O serviço médico do Senado chegou a providenciar uma cadeira de rodas para Magalhães, que, no entanto, preferiu deixar a sala andando. Protegido pelos seguranças da Casa, ACM explicou que os espirros são decorrentes de alergia que aparece freqüentemente. O senador deixou a sala antes de ser iniciada a exposição do ministro José Graziano.