Uma criança de um ano sofreu queimaduras de segundo grau no tronco, mãos e pernas durante o banho numa creche de Sorocaba, a 92 km de São Paulo. O acidente ocorreu na última sexta-feira, mas só foi divulgado depois que a família procurou a Polícia Civil, alegando possível negligência de funcionários.

A criança continuava internada nesta quarta-feira no Hospital Regional de Sorocaba, sem previsão de receber alta, mas não deve ficar com sequelas. A creche é mantida pela ONG Centro de Orientação Educacional e Social (Coeso) e há 12 anos atende famílias carentes. Atualmente, 200 crianças são atendidas.

A presidente da entidade, Sandra Machado de Freitas, disse ter havido uma falha no chuveiro elétrico durante o banho do bebê. Ela contou que o banho estava prestes a terminar quando a resistência do aparelho entrou em curto-circuito, expelindo um jato de água com temperatura altíssima que atingiu o corpo do menino.

Segundo ela, o Corpo de Bombeiros foi acionado de imediato e deu instruções por telefone para o primeiro socorro. Em seguida, a criança foi levada para o hospital por uma ambulância. Uma empresa especializada inspecionou e trocou os sete chuveiros existentes. Sandra disse que a Coeso está prestando assistência à família do menino. A Polícia Civil abriu inquérito para apurar o acidente.