A Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) apresenta ao mercado na sexta-feira, 12, as conclusões do projeto funcional do Trem Regional São Paulo – Sorocaba. Os técnicos prestarão esclarecimentos sobre os serviços de engenharia e meio ambiente para a elaboração de projetos básicos e executivos aos interessados em participar da licitação, que deve ser lançada até o fim do ano.

As audiências públicas serão na capital paulista, às 10 horas (Rua Boa Vista, 170, Centro), e em Sorocaba, às 15 horas (Rua Prof. Joaquim Silva, 205, Alto da Boa Vista).

O Trem Regional fará o percurso de 87,6 km entre o interior e a capital em cerca de 50 minutos. A linha terá via dupla e o traçado deve ser paralelo ao eixo da Rodovia Castelo Branco. Estão previstas quatro estações e atendimento também aos moradores de São Roque, no meio do percurso, onde haverá uma estação.

O trem terá velocidade comercial de 160 km/h, estando previstas 54 viagens por dia, com intervalo de 15 minutos entre um trem e outro. Uma das exigências do edital de licitação será o preço da tarifa inferior ao custo de uma viagem de carro entre Sorocaba e São Paulo e competitiva com o valor da passagem de ônibus. O custo do projeto deve ficar próximo de R$ 6 bilhões.

 

O projeto do trem regional faz parte de um programa do governo paulista de retomar o transporte de passageiros sobre trilhos. Com investimentos de R$ 18,5 bilhões será construída uma malha férrea interligando também as regiões de Santos e Jundiaí à capital paulista. Quando completo, o sistema de trens regionais poderá transportar perto de 500 mil passageiros por dia.