O relator da CPI do Apagão Aéreo, deputado Marco Maia (PT-RS), que está nos Estados Unidos, deverá divulgar informações sobre a caixa de voz que foi analisada por técnicos da aeronáutica. A informação é do presidente em exercício da CPI Eduardo Cunha (PMDB-RJ), que lidera a comitiva de deputados da CPI da Crise Aérea que visita nesta manhã o Centro Tecnológico da TAM em São Carlos, interior paulista.

Segundo o deputado, na visita serão ouvidos depoimentos de mecânicos, e será requisitada a ficha de acompanhamento do Airbus A320 que sofreu um acidente no último dia 17. Serão também avaliados os processos de manutenção das aeronaves da companhia.

O deputado Ivan Valente (PSOL-SP) criticou a atual legislação da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) que impede a demissão imediata do presidente da agência reguladora. Ele também afirmou que a CPI vai pedir mudança na legislação que possibilite esta demissão.

"É só ministro de Estado que pode demitir presidente da Anac e assim mesmo após em processo administrativo", disse Valente. O deputado Pepe Vargas (PT-RS) afirmou também que a CPI deve propor alterações no código de aviação civil de 1986, que é considerada por ele, uma legislação muito frágil.

Nesta manhã, o executivo da TAM Rui Amparo fará uma apresentação do Centro Tecnológico, que foi criado em 2000 e tem capacidade de manutenção de até oito aeronaves ao mesmo tempo. Entre os aviões que fazem a manutenção preventiva, está o Força Aérea 21O1, que é o avião presidencial.