Brasília – O ministro do Desenvolvimento Agrário, Miguel Rosseto; o presidente do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária -Incra), Rolf Hackbart; o presidente do Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE), Casildo Maldaner; e o advogado do grupo Araupel Roberto Davis serão convocados para audiência pública por parlamentares que integram a CPI da Terra, por sugestão do deputado Luiz Carlos Hauly (PSDB).

Os convidados estão envolvidos no processo de negociação dos 25 mil hectares da fazenda Araupel, em Quedas do Iguaçu (PR), no valor de R$ 132 milhões e serão chamaos para esclarecer dúvidas dos parlamentares sobre os assentamentos localizados na área, a venda da cobertura vegetal reflorestada e a preservação de área ambiental (Mata Atlântica) que totaliza 35% da área total. “Não podemos permitir este escândalo financeiro”, disse o deputado Hauly ao fazer a solicitação aos integrantes da CPI.