A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Crise Aérea cancelou os depoimentos de hoje do coordenador de Prevenção e Emergência da Empresa Brasileira de Infra-estrutura Aeroportuária (Infraero), Esdras Barros, e do profissional de Serviço Aeroportuário da Infraero, Agnaldo Molina Esteves.

Os dois técnicos seriam ouvidos esta tarde, mas a CPI decidiu adiar os depoimentos para continuar ouvindo a diretora da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) Denise Abreu. Eles foram chamados à CPI porque inspecionaram a pista de Congonhas uma hora antes do acidente ocorrido em 17 de julho.