A pedido da Delegacia de Proteção ao Turista (Deltur) de Ilhéus (BA), 459 quilômetros ao sul de Salvador, o corpo do empresário e ex-deputado Sérgio Naya – encontrado morto na tarde de sexta-feira (20), no hotel em que estava hospedado – passou por uma segunda autópsia, no Instituto Médico Legal do município.

Na autópsia de ontem, o médico legista Aldemir Almeida apontou enfarte agudo do miocárdio como provável causa da morte, mas a delegada Adriana Paternostro questionou o procedimento adotado pelo IML, já que não havia autorizado a retirada do corpo do hotel.

Um irmão do empresário, Paulo Naya, chegou a Ilhéus para embarcar o corpo para a cidade natal de ambos, Laranjal (MG). Ele disse acreditar no diagnóstico de enfarte, já que o ex-deputado tinha histórico de problemas cardíacos e circulatórios – já havia sofrido três acidentes vasculares cerebrais (AVCs), por exemplo.