Os governos federal e do Paraná assinaram nesta terça (4) convênio para realização de obras do Plano de Aceleração do Crescimento (PAC) no estado. O acordo foi firmado entre a Companhia de Habitação do Paraná (Cohapar) e a Companhia de Saneamento do estado (Sanepar) e o Ministério das Cidades.

Segundo o presidente da Companhia de Habitação do Paraná (Cohapar), Rafael Greca, os investimentos são de aproximadamente R$ 97,8 milhões, destinados à recuperação dos mananciais de água da grande Curitiba e à estruturação urbana do Bairro do Novo Guarituba, em Piraquara.

O presidente ressaltou que o projeto de regularização fundiária é o maior em andamento no país. Segundo ele, serão atendidas 12 mil famílias, cerca de 40 mil pessoas no total. ?Também é obra de resgate social, que preserva para sempre os mananciais de água da grande Curitiba. Na planície do Guarituba estão os Rios Piraquara, Irai e Itaqui, responsáveis por 70% da água limpa que abastece a capital?, destacou.

De acordo com Greca, nos próximos três anos o Paraná receberá investimentos de R$ 161 milhões do governo federal, com R$ 32 milhões de contrapartida do estado, conforme prevê o Plano de Aceleração do Crescimento (PAC) da Habitação do Paraná. ?Esses recursos vão atender cerca de três milhões de pessoas no estado.?

O superintendente Regional da Caixa Econômica Federal (CEF), Jorge Kalache Filho, representou o Ministério das Cidades durante a assinatura do convênio. Ele disse que a população do Paraná tem sido a mais beneficiada com parcerias entre os governos federal e estadual.

?Fechamos aqui no Paraná um dos melhores resultados no financiamento de habitação no país. Já estamos em novembro com todo o orçamento deste ano esgotado?.