Fonte do setor aéreo que participa dos esforços em busca de uma solução para o caos afirmou hoje que a diretoria da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) está preparando renúncia coletiva, para ser apresentada na terça-feira, durante reunião da agência, em Brasília. Dos cinco membros da Anac, apenas Denise Abreu estaria reticente quanto à decisão.

Os outros integrantes (Milton Zuanazzi, Leur Lomanto, Jorge Velozo e Josef Barat) já teriam batido o martelo pela saída. Já estão, inclusive, sendo cogitados substitutos. Um dos mais cotados para dirigir a Anac seria o brigadeiro Jorge Godinho, ex-diretor geral do DAC. Hoje, no Rio, parte da diretoria da Anac está analisando as mudanças na malha aérea determinadas pelo Conac, que entrarão em vigor esta semana. Estão ocorrendo duas reuniões simultâneas: uma na sede da Anac no Rio e outra no Departamento de Controle do Espaço Aéreo (Decea).