Petrolina 

– Disposto a consolidar o apoio do maior número possível de lideranças políticas no Nordeste, o presidenciável Ciro Gomes (PPS) recebeu no final de semana um importante reforço. Durante um comício realizado no município de Petrolina, no Sertão de Pernambuco, seus aliados na região conseguiram colocar no mesmo palanque representantes do PMDB, PFL, PPS, PSB e PV.

Dezenas de prefeitos, vereadores, deputados e candidatos justificaram sua presença no evento a consolidação do acordo informal firmado entre o PPS e a aliança que dá sustentação a gestão do governador Jarbas Vasconcelos (PMDB), formada pelo PMDB/PFL e PSDB (União Por Pernambuco). Apesar das negativas do governador sobre uma suposta liberação de parte da sua base para o apoio a palanque de Ciro, fontes ligadas ao governo, afirma que o entendimento existe. O fato é que dos cerca de 25 prefeitos que compareceram ao comício, 18 eram do PMDB, da Bahia e de Pernambuco.

Cumprindo o acordo, os pós-comunistas retribuíram pedindo votos para o candidato da União Por Pernambuco ao Senado Sérgio Guerra (PSDB), e para a reeleição do governador. O único integrante da majoritária pernambucana que não recebeu a mesma atenção foi o vice-presidente da República, Marco Maciel (PFL). Ciro disse ter ficado “sensibilizado”com a decisão de Vasconcelos em abrir seu palanque. Não sei conseguirei usufruir desse privilégio em decorrência da agenda”, afirmou.