O número de municípios mineiros em situação de emergência subiu para 43, segundo informações divulgadas neste sábado (20) pela Defesa Civil de Minas Gerais. Entraram agora na lista dos mais afetados os municípios de Dona Eusébia, Piranga e Raul Soares. Algumas cidades históricas, como Congonhas e São João Del Rey, estão na mesma situação.

Foi confirmada em Brumadinho, a 50 quilômetros da capital, Belo Horizonte, a morte de mais uma pessoa em Minas Gerais em virtude das chuvas. Um morador de Brumadinho, Custódio Pereira da Silva, de 64 anos, foi arrastado quinta-feira (18) pela correnteza do Rio Paraopeba, quando tentava atravessar uma ponte. O corpo foi encontrado na sexta-feira (19). Custódio foi a 13ª vítima desde que as chuvas do segundo semestre do ano começaram a se intensificar no estado. A maioria dos óbitos (9) aconteceu nos últimos cinco dias.

No quadro de danos causados em 2008, já são 32.385 desabrigados e desalojados, 288 feridos e 155.673 pessoas afetadas pelas cheias em Minas Gerais. Já é de quase 14 mil o número de casas danificadas. As completamente destruídas somam 177, cerca de 30% a mais que a quantidade divulgada na sexta (19) no último boletim.

De acordo com o diretor de comunicação da Defesa Civil do Estado de Minas Gerais, as chuvas se concentraram e causaram mais estragos na Zona da Mata, sul de Minas, centro-oeste e região metropolitana de Belo Horizonte. Segundo ele, o sol já começa a aparecer em algumas regiões e já há uma expectativa de diminuição das chuvas, o que deve reduzir os alagamentos.