Boletim divulgado neste sábado (20) pela Defesa Civil do governo de Minas Gerais indica que subiu para 13 o número de mortes provocadas pelas fortes chuvas que atingem o Estado nos últimos dias até ontem, dia 19 de dezembro. A vítima mais recente foi Custódio Pereira da Silva, de 64 anos, que foi arrastado na última quinta-feira pela correnteza das águas do rio Paraopeba, no município de Brumadinho. Até o momento, 81 cidades foram afetadas pelas chuvas, das quais 43 já decretaram situação de emergência.

De acordo com as informações meteorológicas, hoje deverá chover em praticamente em todo o Estado de Minas Gerais, exceto entre as regiões Norte, Jequitinhonha e Mucuri, onde a probabilidade de novas precipitações é pequena. Nos últimos dois dias, a Defesa Civil mineira registrou alagamentos em bairros dos municípios de Governador Valadares, Santana do Jacaré, Mutum, Rio Casca, Santa Cruz do Escalvado, Dona Euzébia e Brumadinho.

Segundo o saldo mais atualizado da Defesa Civil, as chuvas já deixaram 27.791 desalojados, 4.594 desabrigados, 288 feridos e 13 mortos, além de afetar 155.673 pessoas. Adicionalmente, 13.977 casas foram danificadas e outras 177 foram destruídas, além de seis pontes danificadas e 30 destruídas.