Três jovens foram executados e um menor de idade ficou gravemente ferido no final da noite de sábado (13) no Jardim Fortaleza, Guarulhos, na Grande São Paulo. Segundo uma testemunha que conseguiu fugir da ação dos criminosos, um dos homens se aproximou das vítimas e se identificou como policial.

A chacina aconteceu as 22h40, na rua Roberto Militão dos Santos, quando o grupo estava sentado na calçada e as vítimas estavam fumando maconha, segundo depoimento da testemunha. Ela contou à polícia que um veículo passou em frente ao grupo, voltou e um dos passageiros do carro se apresentou como policial.

Enquanto os dois menores fugiam, três homens desceram e atiraram contra Robson de Moura Santos, de 20 anos, André Kenidin Santos Vieira, de 18 anos, e Claiton Paulino, cuja idade não foi identificada. Os três morreram no local, com tiros na cabeça. O menor foi encontrado numa rua próxima, com vários ferimentos, e levado ao Hospital Geral de Guarulhos.

A Secretaria de Segurança Pública de São Paulo informou que o caso foi apresentado ao 7º Distrito Policial da cidade, mas será investigado pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). Além dos documentos das vítimas, foram encontrados 15 projéteis deflagrados de arma calibre 380.