Um capitão da Aeronáutica foi preso no interior de São Paulo, por volta das 17h30 de ontem, sob suspeita de utilizar uma carteira de motorista falsificada.

O militar, de 31 anos, que não teve o nome divulgado, foi abordado em uma operação da Polícia Rodoviária Federal no km 18 da via Dutra, na altura de Lavrinhas (a 233 km de São Paulo).

De acordo com a PRF, além da habilitação falsificada, os policiais também encontraram R$ 70 mil no banco do motorista e R$ 4.400 no console central do carro, em espécie. O capitão contou que o dinheiro tinha sido emprestado para uma pessoa de São Paulo.

Os agentes também localizaram no porta-malas do veículo cinco armas de pressão – três metralhadoras, um fuzil e um lança granada. O militar disse que as armas haviam sido compradas para participação em um treinamento.

O suspeito foi preso pela Polícia Federal de Cruzeiro e levado para a base da FAB (Força Aérea Brasileira) em Guaratinguetá. As armas e o dinheiro foram apreendidos.

O Comando da Aeronáutica informou que vai colaborar com a investigação da PF.