Foi lido na sessão de ontem do plenário o ato de criação de Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar o processo de privatização do setor elétrico e o papel desempenhado pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). O pedido para a criação da CPI é do deputado João Pizzolatti (PP-SC). Composta por 22 titulares e 22 suplentes, a CPI deverá ser instalada em breve, assim que os partidos indiquem os seus representantes.

Pizzolatti considera que muitos aspectos da privatização geram dúvidas, como por exemplo os motivos que levaram o BNDES a conceder empréstimos para empresas estrangeiras adquirirem o controle acionário de concessionárias de energia, sem garantias de contrapartida. Esta questão foi objeto de uma das críticas mais contundentes da bancada do PT na Casa durante o governo do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso.

O deputado questiona a inadimplência de algumas dessas empresas junto ao Bndes, como a norte-americana AES Corporation, que adquiriu o controle acionário da Eletropaulo.