enkontra.com
Fechar busca

Brasil

Tragédia

Bolsonaro após sobrevoar Brumadinho: “Difícil ficar diante desse cenário e não se emocionar”

  • Por Gazeta do Povo
Bolsonaro acompanha destruição pelo rompimento da barragem. Foto: Isác Nóbrega / Presidência da República

Por volta das 10h30 deste sábado (26), o presidente da República Jair Bolsonaro (PSL) iniciou um sobrevoo na área afetada pelo rompimento da barragem de rejeitos da mineradora Vale, em Brumadinho, na região metropolitana de Belo Horizonte (MG). Ele partiu da base aérea de Brasília às 8h30 e chegou a Belo Horizonte quase uma hora depois.

No sobrevoo deste sábado estiveram os ministros da Defesa, Fernando Azevedo e Silva; do Gabinete de Segurança Institucional, general Augusto Heleno; e de Secretaria de Governo, Alberto dos Santos Cruz, além do porta-voz, Otávio do Rêgo Barros.

+ Leia também: Vale divulga lista de desaparecidos, enquanto famílias fazem buscas por conta própria

De acordo com informações do Palácio do Planalto, o Exército disponibilizou três helicópteros e homens das três Forças Armadas para operar nas ações de busca e resgate.

Após o sobrevoo no local, o presidente fez uma reunião de trabalho em Belo Horizonte com as autoridades envolvidas na tragédia e representantes da Vale. Bolsonaro deixou o encontro sem falar com a imprensa. No entanto, se pronunciou via Twitter sobre o que viu em Brumadinho.

Decreto cria gabinete de crise

Ainda na sexta-feira (25), o presidente determinou a criação de “gabinetes de crise” para acompanhar a situação em Brumadinho, com representantes do ministério do Meio Ambiente; Minas e Energia; e Desenvolvimento Regional.

O texto foi publicado em edição extra do Diário Oficial da União. O conselho será composto por dez ministros e será chefiado por Onyx Lorenzoni (Casa Civil). O órgão terá como objetivo “acompanhar e fiscalizar as atividades a serem executadas em decorrência da ruptura da barragem do Córrego Feijão, em Brumadinho (MG).

+ Fique esperto! Perdeu as últimas notícias de hoje sobre segurança, esportes, celebridades e o resumo das novelas? Clique agora e se atualize com a Tribuna do Paraná!

No mesmo decreto, foi criado ainda um comitê de gestão e avaliação de respostas a desastre, que fará reuniões semanais e contará com representantes dos mesmos dez ministérios.

O objetivo do comitê será “acompanhar as ações de socorro, de assistência, de restabelecimento de serviços essenciais afetados, de recuperação de ecossistemas e de reconstrução decorrentes do desastre”, diz o texto.

O governo ainda avalia a possibilidade de que seja decretado um estado de emergência no estado, o que dependeria de pedido de Minas. Essa medida, usada em 2015 com o desastre de Mariana, facilita ajudas financeiras ao estado.

Tudo que se sabe sobre o rompimento da Barragem em Brumadinho-MG

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

11 Comentários em "Bolsonaro após sobrevoar Brumadinho: “Difícil ficar diante desse cenário e não se emocionar”"


Otaviano Alencar
Otaviano Alencar
4 meses 1 hora atrás

Vou me emocionar quando o presidente da Vale responder criminalmente por isso

fernando. fernando
fernando. fernando
3 meses 29 dias atrás

Não só o Presidente da Vale, como todos os responsáveis pelo descaso na fiscalização … queremos ver o ¨tal¨Laudo da empresa alemã que fez a vistoria no começo do ano….

Cláudio
Cláudio
4 meses 4 horas atrás

Tudo no Brasil é assim.
Asfalto ruim. Vem a chuva e o servicinho de anti pó.
Ensino ruim. Depois é construir cadeia pra ex alunos do ensino público.
Desvios pra todo lado.
Primeiro o lucro, depois o resto.
Desenvolvimento a qualquer custo.
O meio ambiente não quer dinheiro, quer respeito.

Fernando José Nunes
Fernando José Nunes
4 meses 4 horas atrás

Acho que fica aí um recado a respeito da privatização, a Vale tornou-se uma empresa bem sucedida, mas o gerenciamento de risco parece que ficou longe do governo ou de quem era responsavel. Estas represas parece que ficam esquecidas!!!!

Marcio JSL
Marcio JSL
4 meses 6 horas atrás

Conivência dos senadores deputados federais, órgãos ambientais federais, estaduais, juízes do supremo é uma conjectura de omissão, conivência, corrupção, lobby, resultado pratico: tragédias de Mariana e Brumadinho, e vem mais, para reduzir custos no condicionamento de resíduos minerais e químicos.

Tom Redblack
Tom Redblack
4 meses 6 horas atrás

Se eu ficasse nessa posição que tá o presidente no helicóptero eu já teria vertigens, vomitava lá de cima kkk

wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas