É grave o estado de saúde do bebê da mulher grávida de 22 anos que foi assassinada a tiros na noite deste domingo (26) em Bangu, no Rio. A menina, nascida de cesariana com 3.400 gramas, segue internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) neonatal do Hospital Albert Schweitzer, em Realengo, após apresentar insuficiência respiratória e ser entubada, segundo a Secretaria estadual de Saúde.

Os médicos conseguiram fazer o parto na mãe do bebê, que estava grávida de 9 meses, após ela ser atingida por cerca de cinco tiros. A filha dela, de 4 anos, também foi atingida no rosto, mas sobreviveu, segundo informações da polícia. Ela foi atacada por traficantes por conta de uma dívida que o companheiro dela tinha com o tráfico, segundo a polícia.