A Justiça norte-americana concedeu decisão favorável a Silvana Bianchi, avó de Sean Goldman, para facilitar a visita dela ao neto. Sean mora nos Estados Unidos desde dezembro de 2009, quando a Justiça brasileira deu a guarda da criança ao pai, o norte-americano David Goldman. A disputa pela guarda havia começado em 2008, após a morte da mãe da criança, Bruna Bianchi.

Desde que conseguiu a guarda do filho, David Goldman havia imposto condições para que a avó visitasse Sean. Silvana diz que não tem contato com o neto há dois anos e três meses. Agora, a Justiça do Estado de Nova Jersey decidiu que David não pode condicionar a visita ao filho a exigências como pagamento de indenização de US$ 200 mil a David pelos custos advocatícios, interrupção do processo que ainda tramita na Justiça brasileira sobre a guarda de Sean e não divulgação pela imprensa de eventuais encontros dela com o neto. Mas ainda não há previsão sobre a data em que Silvana Bianchi conseguirá ver o neto.