Em reunião para discutir a decisão do Procon de pedir a interrupção da cobrança pelas novas sacolas plásticas, a Associação Paulista de Supermercados manteve posição contrária à distribuição gratuita. As razões do setor serão levadas a novo encontro, nesta quinta-feira, 16, com a diretora executiva da entidade, Ivete Maria Ribeiro.

A Apas destaca a liberdade do consumidor para trazer sua sacola e diz que a nova medida já levou a uma redução de 60% no total de itens distribuídos. E voltou a negar que o preço da sacola seja embutido em produtos.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.