A Polícia Militar prendeu na última terça-feira (30) um homem durante assalto a uma loja de materiais de construção na Vila Leopoldina, zona oeste de São Paulo. Um outro suspeito foi baleado e morreu. De acordo com a PM, durante patrulhamento pela avenida, os agentes foram solicitados por um funcionário que explicou que a loja havia sido roubada. Sem saber que os assaltantes permaneciam no estabelecimento e mantinham uma funcionária como refém enquanto enchiam um malote com dinheiro, a dupla de policiais militares entrou no local. Enquanto faziam uma busca, foram surpreendidos por um dos acusados, que estava escondido. Ele avançou contra um dos agentes e o segurou pelo pescoço, apontando uma arma para a cabeça do policial.

O homem ordenou que o outro PM jogasse a arma no chão e se rendesse. Nesse momento, iniciou-se uma discussão entre o policial e o bandido e, no momento em que o policial refém conseguiu se afastar do assaltante, o outro PM efetuou disparos que atingiram o suspeito. Ao ouvirem os tiros, os outros dois supostos comparsas que estavam no mezanino da loja desceram as escadas atirando e um dos policiais foi atingido na altura do coração, mas os projéteis pararam no colete à prova de balas. Os bandidos estavam com uma metralhadora e uma pistola.

Um dos suspeitos se entregou depois que sua munição acabou. O outro conseguiu fugir. O homem baleado ainda foi socorrido no pronto-socorro da Lapa, mas não resistiu ao ferimento e morreu. Tanto o suspeito que morreu quanto o que foi preso já tinham passagens pela polícia. Um por dois homicídios e o outro por roubo a mão armada. O preso e as duas armas apreendidas foram levados ao 91º Distrito Policial.