Brasília – Aposentados podem comprar, a partir desta segunda-feira (27), pacotes turísticos rodoviários e aéreos em condições especiais, com saída de São Paulo e Brasília, pois entra em vigor o programa Viaja Mais ? Melhor Idade.

O programa é destinado às pessoas com 60 anos ou mais, de maneira geral, mas em particular aos aposentados e pensionistas do INSS, mesmo aqueles que não chegaram aos 60. Estes podem optar pelo parcelamento em folha (crédito consignado), em até 12 vezes, com juros abaixo de 1%. Os demais podem escolher outra forma de pagamento.

Os pacotes terrestres custam a partir de R$ 400 e os aéreos, de R$ 700. O interessado só pode gastar até 30% de sua renda, segundo a ministra do Turismo, Marta Suplicy. A primeira fase disponibiliza embarques de setembro a novembro. O lançamento da segunda está previsto para março de 2008.

Para viabilizar o programa financeiramente, o Ministério do Turismo obteve R$ 50 milhões junto ao Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador (Codefat). Os agentes repassadores do crédito serão a Caixa Econômica Federal e o Banco do Brasil, mas os clientes de outros bancos também podem participar.

Segundo a ministra, São Paulo e Brasília foram escolhidas por serem, respectivamente, o maior pólo emissor de turistas e a maior concentração de aposentados e pensionistas do país. Brasília também é considerada uma localização estratégica para embarques, sobretudo para as regiões Norte e Nordeste, por possibilitar viagens mais baratas.

Os destinos a partir de Brasília são: Manaus (AM), Belém (PA), Salvador (BA), Maceió (AL), Fortaleza (CE), Natal (RN) e Caldas Novas (GO). E a partir de São Paulo, Ilhéus e Salvador (BA), Recife (PE), Maceió (AL), Fortaleza (CE), Natal (RN), Serra Gaúcha (RS), Curitiba (PR), Rio de Janeiro (RJ), Caldas Novas (GO), Camboriú (SC) e as cidades históricas de Minas.

Para mais informações, como a lista de agências credenciadas, o interessado pode telefonar, a partir de segunda-feira, para o número 0800-7707202 ou acessar o site www.viajamais.com.br.