Os alunos do turno da tarde da Escola Municipal Tasso da Silveira, no Rio de Janeiro, voltaram às aulas hoje, após o massacre que deixou 12 adolescentes mortos, no último dia 7. De acordo com a secretária municipal de Educação, Cláudia Costin, a frequência nesse primeiro dia será apenas de 140 alunos, divididos em quatro turmas. Esses estudantes não presenciaram a chacina ocorrida durante o turno da manhã, cujos alunos só voltam às aulas amanhã.

De acordo com a secretaria, 21 alunos pediram transferência e todas as reivindicações dos pais foram atendidas. Os responsáveis requisitaram uma psicóloga em horário integral na escola, mais dois inspetores nos corredores e uma guarnição permanente da Guarda Municipal no portão do colégio.

Os alunos se dedicarão, nas três primeiras semanas, a atividades de arte terapia monitoradas por psicólogos. A previsão é que apenas após este prazo as aulas reiniciem normalmente com o conteúdo curricular programado. A Secretaria de Educação pediu que repórteres não abordem as crianças na entrada do colégio.