Já passa de 20 o número de gatos encontrados mortos no Jardim Santa Efigênia, em Franca (400 km de São Paulo). A matança de animais teve início no final do mês passado.

O presidente do Conselho Municipal de Proteção dos Animais de Franca, José Conrado Neto, diz que os gatos foram mortos por envenenamento.

O caso foi encaminhado à Polícia Civil para investigação.

Essa é a segunda matança de bichos em Franca neste ano. Segundo Neto, em maio, outros dez animais foram encontrados mortos no Jardim Santa Maria.

Moradora do Santa Efigênia, Érica Mendes diz que encontrou seus dois gatos mortos em um terreno na rua Emílio Malitense. “Não faz sentido matar os bichos, nunca fizeram mal para ninguém”, disse.

Para o presidente da ONG Arca Brasil, Marco Ciampi, é preciso difundir o conceito de posse responsável e investir em ações, como a castração, para controlar a população animal e evitar crimes desse tipo.

Ciampi diz que é grande o número de animais mortos neste ano no Estado de São Paulo, mas que a maioria dos casos nem vai parar na polícia.

“Há muitos casos isolados que nem chegam ao conhecimento da polícia”, afirma.

Outra ponto é a dificuldade em identificar os responsáveis pelas mortes.