O presidente da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), Milton Zuanazzi, explicou nesta terça-feira (24), ao final de entrevista coletiva, que a suspensão temporária da vendas de novas passagens aéreas atingirá, por enquanto, apenas os vôos que partem do Aeroporto de Congonhas, em São Paulo. "Eventualmente, a restrição poderá atingir outros aeroportos (nos casos de vôos que têm Congonhas como destino)", disse.

Inicialmente, participantes da entrevista haviam dito que seria suspensa a venda tanto para quem chega quanto para quem sai de Congonhas. Ao final da entrevista, a pedido de um assessor do Ministério da Defesa, todos os presentes fizeram um minuto de silêncio pelas mais de 190 vítimas da explosão do Airbus da TAM em Congonhas, na semana passada.