Agência Senado
Agência Senado

Alvaro: "É evidente que o presidente
é o maior responsável por tudo isso".

Brasília – O senador Alvaro Dias (PSDB-PR), integrante da CPI dos Correios, está convicto de que o presidente Luís Inácio Lula da Silva está envolvido no suposto esquema de mensalão no Congresso. Para ele, o possível envolvimento de um dos homens mais influentes do governo – o então ministro da Casa Civil, José Dirceu – no pagamento de recursos mensais a deputados da base aliada é um forte indício de que Lula tinha conhecimento da irregularidade. Dias chega a insinuar que Lula comandava o esquema.

?Acredito que ele tenha participado ativamente, não só da idealização desse projeto de poder de longo prazo como autorizando sua execução. Essas pessoas que conviviam na intimidade do presidente jamais fariam nada sem que ele autorizasse. O próprio deputado José Dirceu afirmou isso, reiteradas vezes, que só procedia com o consentimento do presidente da República?, declarou Dias em entrevista à Rádio CBN.

O senador oposicionista afirmou, ainda, que Lula deve ser responsabilizado pelas irregularidades, mesmo que fique comprovado que ele não tinha conhecimento do pagamento de recursos mensais a deputados da base aliada. Dias defende que Lula tinha obrigação de saber o que acontecia no alto escalão do governo.

Sem recibo

?Se ele não sabia, deve ser condenado por omissão, porque ele foi eleito para saber e não para ignorar o que se passa ao seu redor, principalmente porque as pessoas envolvidas são da sua intimidade, conviviam com ele há muitos anos. Não há como isentar o presidente de tudo isso. Se ele afirmar que não sabia, é crime de responsabilidade?, disse o senador.

Dias admite, entretanto, que a investigação da CPI dos Correios não encontrou indícios de ligação do presidente com o mensalão. Mesmo assim, ele mantém sua posição de que Lula tem parcela importante de responsabilidade na crise. ?O presidente não passaria recibo de participação de um projeto espúrio como esse, que implica na relação de promiscuidade do seu governo com parte do mundo político e parte do mundo empresarial, escancara as portas da corrupção também na área empresarial. Por que o empresário dança a música que o governante toca. A maioria dos empresários prefere competir pela competência, mas há os que se dispõe a pagar propina para abrir portas no governo e obter facilidades, que foi o que ocorreu. E é evidente que o presidente é o maior responsável por tudo isso?, declarou.

O senador do PSDB paranaense confirmou que a CPI dos Correios já possui documentos suficientes para indiciar deputados envolvidos com o mensalão. ?Não há necessidade de provas materiais, mas já temos documentação bancária que nos permite verificar o saque na boca do caixa. Há documentos que comprovam que as pessoas fizeram os saques, inclusive com um cronograma, com datas significativas, como período de trocas de partido de alguns deputados e votações importantes no congresso?, concluiu.