Banco Central (BC) apresenta, às 10h30, o resultado das contas do setor público consolidado (União, Estados, municípios e estatais).

Confira outros destaques do dia:

IBGE/Orçamento Familiar – O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulga dados detalhados da Pesquisa do Orçamento Familiar, mostrando como e quanto o brasileiro gasta de seu dinheiro. Os técnicos do IBGE darão entrevista coletiva, a partir das 10h, para comentar a pesquisa.

CMN/Reunião – O Conselho Monetário Nacional (CMN) se reúne, a partir do meio-dia, no Ministério da Fazenda.

FGV/IGP-M – A Fundação Getúlio Vargas (FGV) divulga, às 8h, o Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M) referente a agosto.

Seade-Dieese/Emprego – A Fundação Seade e o Dieese divulgam, às 9h45, a Pesquisa de Emprego e Desemprego na Região Metropolitana de São Paulo, referente ao mês de julho. Também será anunciado o resultado consolidado de todas as regiões metropolitanas nas quais a Pesquisa de Emprego e Desemprego é realizada: Distrito Federal, Salvador, Recife, Porto Alegre e Belo Horizonte, além de São Paulo

Amorim/Câmara – A Comissão de Relações Exteriores da Câmara tem audiência pública a partir das 10h, para tratar, com o chanceler Celso Amorim, da política externa no segundo mandato do presidente Lula, entre outros assuntos. Às 14h, o ministro do Desenvolvimento, Miguel Jorge, participa de audiência pública na Comissão de Desenvolvimento Econômico, Indústria e Comércio da Casa.

CCJ/Sabatina – A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado marcou para as 10h reunião em que deverá sabatinar o ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Carlos Alberto Direito, indicado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva para ser ministro do Supremo Tribunal Federal (STF). O prazo é curto, porque a Constituição estabelece que uma pessoa só pode assumir o cargo de ministro do STF antes de fazer 65 anos, idade que Direito completa na próxima sexta-feira, 7 de setembro.

Petrobras/Plano – O presidente da Petrobras, José Sergio Gabrielli, apresenta, às 15h, na Fiesp, o Planejamento Estratégico Petrobras 2020 e o Plano de Negócios 2008-2012, onde estão detalhadas as metas de crescimento e os desafios nos mercados de gás natural e de biocombustíveis para os próximos cinco anos.

Lula/Agenda – O presidente Luiz Inácio Lula da Silva lança, às 11h30, no Palácio do Planalto, a segunda edição do Prêmio ODM-Brasil e do Relatório Nacional de Acompanhamento dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio 2007, da Organização das Nações Unidas (ONU). Às 15h30, Lula participa, também no Palácio do Planalto, do lançamento do livro "Direito à Memória e à Verdade – Comissão Especial sobre Mortos e Desaparecidos Políticos". Com 500 páginas, a obra resulta de 11 anos de trabalho da Comissão Especial instituída em 1995 para buscar soluções para os casos de mortes e desaparecimentos ocorridos no período de 1961 a 1988 e resgata a história de cerca de 400 militantes políticos.

Renan/Conselho – O Conselho de Ética do Senado deve discutir hoje a proposta dos líderes dos partidos da oposição de abertura do voto dos senadores do Conselho no julgamento, previsto para amanhã, da representação do PSOL contra o presidente da Casa, senador Renan Calheiros (PMDB-AL).

Renan/Relatório – A comissão formada no Conselho de Ética do Senado pelos três relatores do processo contra o senador Renan Calheiros (PMDB-AL), presidente da Casa – senadores Renato Casagrande (PSB-ES), Almeida Lima (PMDB-SE) e Marisa Serrano (PSDB-MS) – deverá apresentar um único relatório sobre o caso. A denúncia é de que Calheiros teria usado dinheiro de um lobista de uma empreiteira para pagar despesas pessoais. Para apreciar o relatório e possíveis votos em separado, o Conselho se reúne amanhã.

PSOL/Argello – Em tentativa de reverter a decisão da Mesa Diretora do Senado de arquivar representação contra o senador Gim Argello (PTB-DF), acusado de envolvimento em esquema de desvio de dinheiro público no Distrito Federal, o PSOL recorre hoje ao plenário da Casa. O senador José Nery (PSOL-AM), autor da denúncia, afirma que a decisão da Mesa favorável a Argello foi tomada sob influência do presidente do Senado, senador Renan Calheiros (PMDB-AL), também acusado de irregularidades.

CPI/Câmara – A comissão parlamentar de inquérito (CPI) da Câmara que investiga a crise aérea ouve, a partir das 13 horas, os depoimentos do coordenador de Prevenção e Emergência da Empresa Brasileira de Infra-Estrutura Aeroportuária (Infraero), Esdras Barros, e do técnico de Serviço Aeroportuário da estatal Agnaldo Molina Esteves. Eles inspecionaram a pista do aeroporto de Congonhas uma hora antes do acidente com o Airbus da TAM, ocorrido em 17 de julho passado.

CPI/Senado – A comissão parlamentar de inquérito (CPI) do Senado que investiga o colapso no sistema aéreo toma os depoimentos, a partir das 11 horas, de dois integrantes da Controladoria Geral da União – Alexandre Penito Duque Estrada e Luiz Henrique Pandolfi Miranda -; o coronel-aviador Jorge Luiz Brito Velozo, que já deixou a diretoria da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac); e o empresário da Aeromídia Carlos Alberto Carvalho.