A Polícia Federal (PF) e agentes do Drug Enforcement Administration (DEA), a agência norte-americana de combate ao tráfico de drogas, prenderam na manhã de hoje, na Avenida Atlântica, em Copacabana, zona sul do Rio de Janeiro, o colombiano Nestor Ramon Caro-Chaparro, de 42 anos, pelo qual o Departamento de Estado norte-americano oferece uma recompensa de US$ 5 milhões (em torno de R$ 8,7 milhões).

 

Caro-Chaparro está há cinco anos no Brasil e já existe um pedido de extradição do governo norte-americano junto ao Supremo Tribunal Federal (STF), que motivou o mandado de prisão cumprido agora pela manhã. Desde ontem os agentes federais brasileiros e os agentes norte-americanos vigiavam a residência do colombiano, que foi preso sem oferecer resistência quando saía do prédio em que reside, ao lado do Hotel Othon. Ele estava acompanhado de sua mulher, que também foi levada para a Superintendência da PF apenas para prestar esclarecimentos, já que nada existe contra ela.